sexta-feira, 9 de junho de 2017

PARTITURA ORNITOLÓGICA


Não sei quem rege a sinfonia dos pássaros, mas sei que o encanto de tantos que cantam ao mesmo tempo não são em vão, ao menos à minha busca eles servem de alento.




vista geral do painel, abaixo os elementos são mostrados individualmente.






SEMENTINHAS... BROTANDO...


 Nestes dias frios de desesperança algumas semente começaram a brotar, ainda falta muito para as desabrocharem as flores solares, mas ao menos esses brotos despontam como estrelas em meio a uma noite nublada.
 E mesmo que ao amanhecer o sol se envolva em um véu de nuvens e pela tarde a chuva e o vento levem as pétalas da roseira, as estrelas ainda vão tilintar suas esperanças, como uma debutante envergonhada, feliz, encabulada sim, mas ainda assim muito feliz...

 Em meio a cenas como essa renovo minhas esperanças, tremeluzentes e ainda semi-cobertas, tal qual as estrelas da noite invernal, mas um bom sinal foi resgatar um velho hábito que me era (e ainda é) muito querido, o de rabiscar e colorir pequenos pedaços de papel, aleatórios e livres, com os fragmentos de boas lembranças, como o capim alto na beira da estrada de terra, as flores que minha tia cultivava na varanda, o raro e belo beijo do beija-flor no fim de tarde, numa luz que fazia arder ainda mais o azul-lilas de suas asas.